/ Software

Comida combina com tecnologia, quer ver?

Listamos alguns exemplos legais de sistemas que envolvem alimentação, seja para pedido presencial, delivery, pagamento ou compra.

Ao trabalhar com aplicativos na Cubos, temos que estar atentos o tempo todo aos novos negócios digitais e tendências de mercado. Percebemos que é comum o usuário entrar na Google Play Store (Android) ou na APP Store (iOS) e achar milhões de opções de aplicativos para baixar no telefone, das mais variadas áreas e setores.
comida
Acompanhando esse cenário, percebemos que existem muitas soluções pensadas para o setor alimentício. Quem nunca pediu comida pelo aplicativo? Ou viu os garçons utilizando tablets para pedir comida no local?

Algumas aplicações conectam você com restaurantes, bares, casas de comidas, supermercados à distância, desde a sua própria casa. Outras, permitem facilitar o seu consumo gastronômico presencialmente, no espaço físico.
Vamos dar uma olhada em alguns aplicativos e tecnologias para quem quer comer, seja a distância ou presencialmente.

Tecnologia de uso a distância pelos consumidores:

Ifood: O aplicativo fundado no 2011, é uma das maiores e mais conhecidas startups de delivery. Com certeza você já utilizou ou ouviu falar! Mas, se ainda não, depois de dar uma olhada aqui, pode decidir não cozinhar hoje e provar o serviço.

Com o slogan “baixou, pediu, comeu”, o Ifood se tornou um sucesso, em termos de quantidade de usuários, de países onde é usado (Brasil, Argentina, Colômbia e México) e até de quantidade de empresas fornecedoras. De forma fácil, você consegue pedir a comida que deseja, dos mais variados estabelecimentos e categorias e ter em conta a relação preço/qualidade. Faz a sua escolha, confirma o pedido e ele será entregue no seu endereço.

Assim como beneficia o usuário em comodidade e variedade de opções, também beneficia os restaurantes que conseguiram aumentar o seu número de clientes. O iFood ajuda no planejamento das estratégias para que cada negócio melhore as entregas e portanto aumente as vendas e a experiência dos clientes.

Uber eats: já acostumado com o serviço de Uber para se trasladar de um lado para outro, agora existe a possibilidade de delivery de comida até o lugar onde você está. Parecido à prestação do iFood, o UberEats busca facilitar a entrega do que deseja comer, sem ter que sair da sua casa. Em lugar de pedir um Uber e ir até o restaurante, você escolhe o prato, confirma o pedido e pode ver no mapa ele vindo através do transporte Uber.

Um ponto legal é que eles garantem que a entrega seja em aproximadamente 35 minutos.

Tecnologia de uso presencial pelos consumidores:

Mesas interativas: imagina você chegar em um restaurante ou bar, sentar numa mesa e ver um moderno menu interativo proporcionando uma experiência nova e até divertida. Você pode não só escolher o que deseja comer através do cardápio virtual que tem na mesa, pode ficar jogando games na mesa enquanto espera a comida chegar. Já utilizou essa tecnologia alguma vez?

As mesas interativas permitem você olhar os pratos, os ingredientes e até dimensionar o tamanho. Além disso, outras interações que podem vivenciar são: escolher o modelo de toalha que gostaria tenha a mesa; ver, por meio de câmaras projetadas na mesa, como estão trabalhando chefs no prato que pediu; e até jogar games.

Totens: o Mcdonald’s São Paulo começou a utilizar os totens para autoatendimento. Sempre esteve cheio, não é? E sempre foram tentando diferentes soluções. Agora você pode fazer o seu pedido por esse meio e só ficar esperando ser entregue. O interessante é que permite personalizar seus sanduíches, por exemplo, botando mais molho ou tirando algum ingrediente.
totens

Os totens são uma boa opção para os restaurantes e casas de comida melhorar o atendimento dos clientes e diminuir filas.

Cada vez mais a tecnologia dos cardápios digitais, que podem ser usados a partir de totens ou não, são a melhor forma dos bares, restaurantes, pizzarias e cafeterias fazer sua operação mais efetiva.

Amazon Go: saindo um pouco do mercado dos restaurantes e bares, vamos para os supermercados, lugares que também visitamos muito. Num restaurante até você espera um tempinho na fila de espera, mas nos mercados não é muito divertido.
O Amazon Go é simples. Você entra no mercado, pega os produtos que precisa, guarda na sacola e vai embora. Partiu?

Já existem os mercados sem atendentes nas caixas, onde você apenas escaneia os produtos e passa o seu cartão para pagar. Com o Amazon Go, você pega os produtos e sai. Como funciona? Quando você entra, tem que passar um código que verifica a sua conta na Amazon, depois através de sensores, detectam todos os seus movimentos, tanto os produtos que pega e os que deixa de volta, e assim, quando você sai, debitam automaticamente no cartão que você tem cadastrado na sua conta Amazon. Essa tecnologia é chamada de Just Walk Out Technology.
Pode dar uma olhada no vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=NrmMk1Myrxc

Awesome!

E aí, quais tecnologias melhoraram sua experiência gastronômica? Se você tem o seu próprio negócio no setor alimentício, já provou com alguma dessas tecnologias?
Compartilhe aqui com a gente ;)

Comida combina com tecnologia, quer ver?
Share this